Capítulo XII

Prova de Amizade …. Laços Eternos

 

O último ano no colegial foi muito complexo, poucas de nós tínhamos em mente planos para o futuro, sem contar o medo que tínhamos de nos separar.

Como todas sempre fugíamos do assunto, ele surgiu em uma tarde na casa de Alice:

– Então meninas, já decidiram qual curso irão prestar no vestibular?

A pergunta surgiu do nada e todas ficamos surpresas, a irmã mais velha de Alice notou que somente olhávamos para o chão e se retirou.

Depois de horas e horas conversando sobre as mais diversas profissões, nenhuma de nós sabia qual seguir, afinal conseguíamos nos identificar com todas.

E assim seguiram os dias, nenhuma sabia que o queria do futuro, até que um dia, estavam todas na casa de Vivian, íamos passar a noite lá, pois ela ainda tinha alguns pesadelos com a imagem o do seu aniversário de 15 anos.

Todas estávamos lendo um dos nossos livros favoritos, menos Vivian, ela olhava para nós  por cima da página e olhava de volta no livro, não conseguia se concentrar, o livro era ótimo, mas tinha algo a dizer e não teria paz enquanto não abrisse o seu coração:

– Meninas…

Todas paramos imediatamente e olhamos para Vivian, a mesma estava com lágrimas nos olhos, controlando o impulso de chorar que a dominava:

– Meninas, me desculpem, mas eu vou fazer faculdade em outra cidade, me desculpem de verdade, nunca foi a minha intenção me separar de vocês, mas é preciso por um tempo.

Ela já estava chorando, todas estavam e por um momento o céu se fechara, mas no segundo seguinte ele se abrira, elas se abraçaram e choraram até cair no sono.

Os livros ficaram espalhados pelo chão, o vento soprou fechando todos, ao amanhecer eles estavam empilhados na mesa de estudo de Vivian, a mesma cheia de papéis e anotações ilegíveis e várias fotos, algumas com suas amigas, outras com seus pais e algumas sozinha, em todas ela estava sorrindo.

No dia seguinte, ainda enquanto Vivian dormia, as meninas conversaram com a avó da mesma, descobrindo o local da faculdade, o curso que Vivian prestaria.

Com todas as informações necessárias, conversaram entre si e com seus pais.

Por alguns dias evitaram demonstrar tristezas, sorrindo o máximo possível e aproveitando os últimos dias juntas.