Jogadores coreanos se revoltam com recurso insensível do The Sims 4 Diversão na Neve

Jogadores coreanos se revoltam com novo recurso da 10ª expansão do The Sims 4.

Após a divulgação do trailer de anúncio do novo pacote de expansão The Sims 4: Diversão na Neve, os fãs do jogo, em sua maioria coreanos, ficaram furiosos com um recurso desta nova expansão. Este recurso é de uma interação que os Sims terão com um dos novos objetos, o santuário japonês, um ato de cunho religioso ligado ao Xintoísmo, religião oficial do Japão.

Embora não tenhamos ainda uma confirmação ou novos detalhes de como os Sims interagirão com este objeto, é nítido que neste momento do trailer, o Sim está o “adorando” de certa forma.

Na era colonial japonesa, o Japão construiu santuários na Coréia e forçou os coreanos a se curvarem a eles. Os coreanos não foram os únicos a passarem por isso. A China, passou pela mesma situação. A adoração forçada era muito humilhante.

O Japão impôs sua religião e cultura sobre os Coreanos, forçando os mesmos a se curvarem aos santuários japoneses com pena de morte. Ainda hoje, a adoração em santuários é um símbolo de opressão para os coreanos e causa desconforto e fúria a eles.

Isso fez com que diversos fãs do jogo se pronunciassem nas redes sociais e também nos comentários do trailer oficial no YouTube. Aqui estão alguns comentários:

Posso entender como isso pode ser ofensivo. Quando este pacote for lançado e os jogadores coreanos jogarem-no, este objeto pode trazer à tona o trauma do passado que eles (coreanos) tiveram que passar. Eu sei que este tema é japonês, mas o pacote está disponível para todas as culturas jogarem.

Em outro comentário, um fã diz que o The Sims “não está respeitando um símbolo das cicatrizes das vítimas como uma cultura do país”. Confira abaixo:

Tradução:

EXIJO QUE A EA REMOVA A INTERAÇÃO DE ‘ADORAÇÃO AO SANTUÁRIO’ do pacote de expansão ‘Diversão na Neve’.

O The Sims 4 não respeita um símbolo das cicatrizes das vítimas como uma cultura do país.

Na era colonial japonesa, o Japão construiu vários santuários na Coréia e forçou os coreanos a se curvarem a eles.

Esta não é apenas a história da Coreia.

Outras colônias japonesas, como a China, compartilham a mesma dor com a Coréia.

A adoração forçada era muito humilhante para as pessoas da época e causava-lhes cicatrizes indeléveis.

Ainda hoje, a adoração em santuários é um símbolo de coerção e opressão para os coreanos e causa descontentamento e raiva a eles.

Mais uma vez, exijo que a EA elimine a interação de adoração ao santuário do pacote de expansão ‘Diversão na Neve’.

Abaixo, confira mais um comentário de outro jogador coreano, que também está desconfortável com este recurso:

Tradução:

Visitar um santuário é como orar pelos nazistas. Especialmente, lembra os coreanos da má história relacionada ao Japão. Não vou comprar este pacote de expansão, a EA precisa de mais pesquisas sobre a história e a cultura asiática.

Assim como os jogadores da Coréia, nós estamos aguardando um pronunciamento oficial da Electronic Arts quanto à isso.

The Sims 4 Diversão na Neve é a 10ª expansão da franquia e está chegando no dia 13 de novembro para PC/Mac, Steam, Xbox One e PlayStation 4.

eduardo
Alucinado por The Sims, pela cultura geek e por cinema. Sou pernambucano raiz e um leitor compulsivo. Sonho em ser um ator de Hollywood. Coxinhas e milk-shakes = tudo pra mim.