The $ims 4 e a normalização de seus R$4000 em DLC’s

Custando quase um PlayStation 5, a coleção completa do The Sims 4 ultrapassa os 4 mil reais.

O The Sims 4 possui um pouco mais de 6 anos de existência e desde o início da franquia The Sims (2000), ele se consolidou como o melhor simulador de vida já existente.

No início da franquia, nós conhecemos os pacotes de expansão, pacotes pagos que ampliavam a jogabilidade, trazendo novos recursos e itens baseados num certo tema, como por exemplo magia/feitiços. No The Sims 2, além das expansões, fomos apresentados com as coleções de objetos, que também traziam novos itens e recursos, mas num tamanho menor, e mais barato, obviamente. The Sims 3 seguiu a mesma linha de seu antecessor, mas o The Sims 4 expandiu ainda mais trazendo os Pacotes de Jogo, que são semelhantes às expansões, mas costumam trazer um mundo menor (ou não adicionar um mundo) e cerca de 100 itens no Modo Construção e Criar um Sim.

Abaixo você pode ter uma base de quantas DLC’s as franquia anteriores receberam:

  • The Sims 1 – 8 expansões
  • The Sims 2 – 8 expansões | 9 coleções de objetos
  • The Sims 3 – 11 expansões | 9 coleções de objetos

O The Sims 4 está chegando quase na soma de todos os pacotes das franquias passadas, em relação ao número de suas DLC’s. Com 10 pacotes de expansão, 9 pacotes de jogo e 17 coleções de objetos, o The Sims 4 soma um total de 39 pacotes pagos.

Antes do reajuste, a coleção completa custaria cerca de R$1.496,40, mas após o reajuste em 2017 que dobrou o preço de todos os pacotes, fez com que o valor se tornasse mais absurdo do que já está. Hoje, a coleção completa do The Sims 4 custa R$3.123, para PC/Mac. Nos consoles, o valor surpreende mais ainda, chegando em R$4.009,40.

Com 4 mil reais você pode comprar um Xbox Series S/X e quase um PlayStation 5, que com absoluta certeza valem mais do que o The Sims 4. Na Steam você também consegue comprar dezenas de jogos AAA, bem melhores do que o The Sims 4, seja de simulação, ação, terror, futebol, o que quer for, sai mais em conta. Em nenhum lugar esse valor vale a pena, mas a comunidade acabou normalizando isso com o passar dos anos.

O site jornalístico CBR fez um artigo falando um pouco sobre a abordagem da EA com suas dezenas de DLC’s e uma alternativa para o excesso delas.

A abordagem da EA com os pacotes de expansão de The Sims permaneceu a mesma desde a época de Will Wright. Normalmente, The Sims lança um jogo base que contém o mesmo conteúdo básico, seguido por uma série de pacotes de expansão temáticos que adicionam novos recursos. Frequentemente, essas expansões abordam temas semelhantes entre os jogos, como The Sims 3: Ambições e The Sims 4: Ao Trabalho, ambos expandindo empregos.

Este modelo de pacote de expansão fez maravilhas nas eras anteriores do The Sims. The Sims 2 e 3 foram grandes avanços em relação aos seus antecessores, que melhoraram o visual e a jogabilidade da série. No entanto, muitos fãs começaram a questionar o modelo de expansão caro quando The Sims 4 parecia dar vários passos para trás, incluindo abrir mão do mundo aberto do The Sims 3.

A hora de The Sims mudar de rumo é agora. A era The Sims 4 apenas aumentou a quantidade de DLC
disponível com a introdução dos Pacotes de Jogo. Estes, junto das Expansões e Coleção de Objetos, têm vários níveis de conteúdo, forçando os jogadores a considerar quais valem o preço. Em contraste, o jogo base em si foi reduzido no lançamento, faltando elementos básicos da série como piscinas e
porões.

Os desenvolvedores do The Sims precisam voltar a produzir jogos básicos que incorporem o conteúdo
incluído nas expansões do jogo anterior. Em vez de bloquear locais de trabalho visitáveis ​​por trás de um
pacote de expansão de R$159, a equipe deve fazer disso o padrão para o avanço dos trabalhos. O modelo de pacote de expansão limita a capacidade da série de inovar e melhorar, já que a maioria dos novos recursos são adicionados apenas por meio de pacotes de expansão.

Obviamente, a EA não vai apenas parar de ganhar dinheiro com a franquia The Sims, mas precisa substituir o modelo do pacote de expansão por algo que permita aos desenvolvedores inovar e introduzir novos conteúdos no jogo. Isso é realmente comum nos jogos hoje em dia na forma de atualizações sazonais de conteúdo. Como os pacotes de expansão agora, as atualizações sazonais podem se concentrar em determinados temas. Por exemplo, uma temporada de “Vida Noturna” pode apresentar conteúdo como vampiros, bandas, clubes e celebridades. Isso também permitiria aos jogadores escolher o conteúdo que desejam em seu jogo, uma vez que nem todos os simmers querem as mesmas coisas em seus mundos.

No entanto, esses passes de temporada precisam ser mais baratos do que um pacote de expansão
normal. Isso pode realmente funcionar a favor da EA, já que o ponto de preço mais baixo provavelmente
atrairá mais jogadores. A EA também deve tratá-lo como a Nintendo trata o Super Smash Bros. Ultimate DLC, onde o passe de temporada inclui tudo com desconto, mas os jogadores podem escolher comprar os elementos individualmente caso estejam interessados ​​apenas em um ou dois.

Por exemplo, a nova expansão Diversão na Neve pode não agradar os jogadores que não possuem interesse em sair de férias com o Sim, mas a nova mecânica de Estilos de Vida só está disponível neste pacote. Isso significa que os jogadores interessados nas mudanças de jogabilidade terão que escolher entre comprar o pacote ou perder o recurso novo.

No geral, não é ruim que determinado conteúdo seja adicionado em expansões ao invés de se tornar parte do jogo base. Embora coisas como empregos dinâmicos, apartamentos e grupos de amigos sejam apropriados para o jogo base, alguns simmers podem não estar interessados em conteúdos sobrenaturais ou de marca. Moldar o The Sims para diferentes experiências sempre foi um dos aspectos mais fortes do jogo, então é importante permitir que os jogadores optem por coisas como viagens no tempo e vampiros.

Mudar para um modelo de passe de temporada para um novo conteúdo, resolveria muitas das preocupações dos fãs. Seria mais barato, embora ainda fornecesse novo conteúdo e permitisse que os fãs criassem suas próprias experiências. Esperançosamente, também encorajaria os produtores a tentarem coisas novas. As expansões do The Sims 4 mostraram que os desenvolvedores estão dispostos a chegar no tema mais estranho possível, com o tipo de conteúdo que já adicionaram ao jogo, como Star Wars: Jornada para Batuu, então dar a eles esse liberdade de uma forma menos frustrante para os simmers seria a melhor coisa para todos os envolvidos.

Essa seria uma boa alterativa, já que o preço dos pacotes não devem reduzir. No momento, com o dólar em alta, é mais provável que o jogo receba um novo reajuste, aumentando o valor dos pacotes (de novo), do que o contrário.

Fique ligado em nosso site para mais informações do mundo do The Sims.

pedrinhosr
Te faço rir (as vezes) no twitter do Alala Sims. Jogador "quase" profissional de The Sims e muito fã de super-heróis. Filmes/séries de ficção científica e animação são meu ponto fraco. Minha maturidade não condiz muito com o que parece.